Prémio Carreira e Reconhecimento SPM 2021

No passado dia 13 de abril, pelas 18:00, realizou-se na Casa da Cultura da Marinha Grande, a cerimónia de encerramento do Materiais 2022.

Sociedade Portuguesa de Materiais atribuiu o 𝗣𝗿é𝗺𝗶𝗼 𝗦𝗣𝗠 𝗖𝗮𝗿𝗿𝗲𝗶𝗿𝗮 𝗲 𝗥𝗲𝗰𝗼𝗻𝗵𝗲𝗰𝗶𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 ao professor Rodrigo Martins, professor e investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa – FCT NOVA.

Rodrigo Martins | Prémio 2021

Rodrigo Martins é um cientista excepcional e brilhante cuja reputação vai além das fronteiras portuguesas, sendo capaz de combinar sabedoria e experiência com visão e imaginação. Rodrigo Martins tem uma reputação indiscutível como líder de investigação, com inquestionável independência e sentido de responsabilidade, amplamente reconhecido a nível nacional e internacional por:

• Um reconhecimento internacional extraordinário, sendo Membro do Conselho Científico do Conselho Europeu de Investigação, Presidente da União Internacional das Sociedades de Investigação de Materiais, Presidente da Academia Europeia de Ciências (EURASC), Ex-Presidente da Sociedade Europeia de Investigação de Materiais, Membro do Comitê Estratégico do EIT, KIC Matérias-Primas, entre outras posições relevantes;

• A forma como dinamizou o Departamento de Ciência dos Materiais, transformando um departamento bastante pequeno num excelente polo de excelência no ensino e investigação, atraindo estudantes de muitos países (PhD e Postdocs) e, mais recentemente, criando um laboratório colaborativo (AlmaScience) financiado pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, pelo município local e pela indústria, que prevê o desenvolvimento de plataformas inteligentes e interfaces de comunicação no papel, contribuindo de forma significativa para uma electrónica verde e sustentável.

• Capacidade e comprometimento em criar novas infraestruturas para a Investigação, como foi o caso do Instituto de Nanoestruturas, Nanomodelamento e Nanofabricação (um dos 10 laboratórios associados com classificação máxima em Portugal), tendo por base e referência o Centro de Excelência em Microelectrónica e Optoelectrónica de Processos que ele fundou e desenvolveu. Além disso, de realçar os seus esforços para reunir 7 universidades portuguesas na formação de um prestigiado programa de doutoramento em Materiais Avançados e Técnicas de Processamento;

• Capacidade amplamente reconhecida de antecipar novas tendências de investigação e de traçar estratégias para aumentar a relevância e o impacto social da investigação, como atestam a sua participação em numerosos conselhos consultivos nacionais e internacionais, comités estratégicos, grupos de desenvolvimento de inovação de ponta, conselhos editoriais e iniciativas de desenvolvimento de políticas científicas, tendo sido eleito para presidir alguns deles;

• A sua carreira académica e o seu propósito de contribuir para os avanços da ciência, tendo publicado mais de 1250 artigos (cerca de 25.000 citações), com um índice h de 75 e detentor de 55 patentes concedidas, tendo sido nomeado pelo gabinete Oficial Europeu de Patentes como um dos Inventores em 2016. Por outro lado, a sua supervisão na área da formação avançada contabiliza 38 teses de mestrado e 25 teses de doutoramento;

• A sua competência na ciência e desenvolvimento de investigação, sendo frequentemente convidado como consultor em ciência e tecnologia, principalmente no que diz respeito à exploração de novos materiais e novos conceitos para a indústria, onde se destaca o conceito de materiais STEM. Além disso, a sua vasta experiência como avaliador internacional de projetos e bolsas de investigação, nacionais e internacionais;

• Eleito Membro da Academia Portuguesa de Engenharia, em reconhecimento do seu excelente perfil de investigação;

• Doutor Honoris Causa pela Universidade de Galati, Roménia, como reconhecimento da sua contribuição na dinamização da actividade científica na Universidade de Galati;

• A sua extraordinária capacidade inspiradora e seus esforços constantes para a promoção de novos talentos sendo o único investigador sénior português que conta nos formandos do seu grupo com recipientes de 7 Bolsas ERC;

• A sua contribuição e orientação científica que levaram à descoberta do transistor de papel, um dos desenvolvimentos mais promissores em electrónica flexível;

• O grande número de projetos europeus e nacionais de I&D que realizou com sucesso gerando mais de 51 Milhões de euros de financiamento competitivo;

• A sua distinção através de diversos prémios como o Prémio Científico da Cidade de Almada ou prémio INCM de Inovação;

• O reconhecimento do impacto social de seu trabalho, que levou à concessão da Medalha de Ouro de Mérito e Distinção pela Câmara Municipal de Almada.

Como acima mencionado, o professor Rodrigo Martins tem exercido com distinção as suas capacidades de gerar trabalho de investigação e promover o desenvolvimento da ciência através de uma visão excepcional com extraordinária sabedoria, unindo preocupações efetivas para maximizar o papel da ciência para um mundo mais sustentável, juntamente com a participação de todos os cidadãos.